Artigos, dicas e informações
sobre terceirização de mão-de-obra

10 dicas para a sua Segurança desarmada ser mais efetiva na proteção do seu patrimônio

10 de abril de 2017

A segurança desarmada oferece mais do que proteção para organizações, empresas particulares, hospitais, entre outros locais: a prestação desse tipo de serviço é fundamental para manter a continuidade das operações de vários setores, garantindo um ambiente tranquilo e seguro, tanto para colaboradores quanto para clientes e visitantes dos espaços. Porém, é necessário que o trabalho seja realizado de forma efetiva.

Dessa forma, todos acabam ganhando em qualidade e segurança. Quem realiza o trabalho são os vigilantes, que recebem treinamento qualificado para desempenhar suas funções sem a utilização de armas. Confira logo abaixo algumas dicas para manter a qualidade da segurança desarmada em sua organização ou empresa.

1. Muita atenção

Os profissionais que lidam com segurança de patrimônios devem estar sempre atentos com tudo o que acontece à sua volta. Funcionários desatentos contribuem para que o trabalho de toda uma equipe seja jogado na lata do lixo, já que pessoas distraídas são vulneráveis aos criminosos, se tornando presas fáceis nas mãos de marginais. Preste muita atenção se a empresa terceirizada investe em treinamento e qualificação da mão-de-obra.

Por isso, todo cuidado ainda é pouco, sendo que a regra principal neste caso é evitar distrações, evitando a leitura de jornais, revistas ou ficar utilizando redes sociais no celular na hora do trabalho. Além de falta de ética, esse descuido pode deixar o patrimônio a ser cuidado mais vulnerável.

2. Seguir os procedimentos da empresa

Toda empresa de segurança patrimonial tem suas regras e procedimentos que devem ser seguidos por todos os funcionários. Caso alguém terceirize o serviço, é importante verificar se os empregados estão seguindo as normas da empresa que são ligados. Dessa forma, os vigilantes sabem quais os perigos que podem correr e os principais fatores de risco que estão expostos no ambiente de trabalho.

3. Postura adequada

O funcionário que trabalha com segurança desarmada deve ter a postura de um profissional que está naquele local apenas para prestação de serviços, passando a impressão de que é preparado e organizado para a função que desempenha. Isso faz com que os criminosos fiquem desestimulados a praticar qualquer tipo de roubo, pois o local conta com alguém altamente qualificado.

4. Reservado

A equipe que protege um patrimônio precisa contar com pessoas reservadas e discretas, que não fiquem conversando com clientes e visitantes. Além disso, os profissionais não podem relatar nada sobre a rotina de segurança do local com estranhos, que podem ser bandidos infiltrados a fim de saber informações sigilosas para agirem em outro momento. Veja como avaliar se a empresa terceirizada está prestando um bom serviço.

5. Aglomerações

Qualquer tipo de aglomeração de trabalhadores que fazem segurança de patrimônio deve ser evitado no ambiente. Os funcionários precisam estar bem distribuídos no ambiente para garantir a segurança de toda a área que deve ser protegida.

6. Uso de uniformes

As fardas usadas por profissionais da área de segurança patrimonial garantem a unidade que o serviço precisa. Todos os empregados do setor precisam estar impecáveis com seu uniforme de trabalho, passando credibilidade para visitantes e clientes do local.

7. Proativo

O vigilante precisa ser proativo no ambiente de trabalho, ou seja, saber antecipar eventos que possam comprometer a segurança do local. Neste caso, o objetivo principal desta ação é evitar o problema ou minimizar o ato.

8. Estratégia

Todo trabalho na área de segurança precisa contar com muita estratégia. Isto faz com que sejam evitados inúmeros problemas. Geralmente, isso é aprendido na teoria do serviço de segurança desarmada, mas é preciso que o profissional saiba agir sozinho na hora de uma situação emergencial: ter conhecimento de como evitar danos ao patrimônio na prática, por exemplo.

9. Desconfiança

O profissional que trabalha com segurança de patrimônios precisa sempre trabalhar de forma desconfiada com alguns indivíduos que estão no ambiente a ser protegido. Com isso, é necessário ser inteligente para agir, mas sempre se mantendo em posição de defesa.

10. Reciclagem

Geralmente, quando o funcionário é de uma empresa terceirizada, sempre recebe cursos de aperfeiçoamento e reciclagem no setor. É fundamental investir em qualificação de pessoal para que se tenha um resultado efetivo na preservação de um patrimônio.

E você: como faz para que sua organização ou empresa tenha uma proteção efetiva quando o assunto é segurança desarmada? Relate sua experiência nos comentários logo abaixo. Aproveite para conhecer nosso blog!


Veja também:

Treinamento: ponto fundamental para ter uma equipe preparada e confiável


 

Deixe seu Comentário